Está no ar...
Festa Sertaneja
Festa Sertaneja
Com Junior Ferreira
De 16h00 às 18h00
A seguir...
Ave Maria
Ave Maria
Com Padre Dalvan
De 18h00 às 19h00
E depois tem...
As Mais Pedidas do Dia
As Mais Pedidas do Dia
Com Adriano Rezende
De 20h00 às 22h00

GERAL > UNIVERSITY COLLEGE

Postada em 05/12/2016 ás 08h49 - atualizada em 05/12/2016 ás 08h49
Mentira faz com que o cérebro se adapte à desonestidade
pesquisa da University College London mostra que quem comete sucessivos atos de desonestidade pode adquirir uma espécie de tolerância moral
Mentira faz com que o cérebro se adapte à desonestidade

Antônio Cruz

Uma pesquisa da University College London mostra que quem comete sucessivos atos de desonestidade pode adquirir uma espécie de tolerância moral aos atos ilícitos, de forma que estes crimes não são vistos ou sentidos como algo grave ou mesmo errado na ótica da pessoa de quem burla regras ou leis.



Segundo o El Pais, o  experimento publicado na revista Nature fortalece essa teoria. No teste, participantes tiveram a oportunidade de mentir para obter benefícios pessoais às custas de outros. Oitenta pessoas, com idades entre 18 e 65 anos, deveriam presumir, junto a um companheiro que não viam, qual era a quantia de dinheiro que havia em um recipiente.



As pessoas foram apresentadas a várias situações, em diferentes etapas, como se fosse um jogo. Em algumas situações, havia a chance de mentir sobre a quantidade de dinheiro para tirar proveito às custas do parceiro, beneficiar o parceiro, e ambos poderiam ganhar. Os cientistas notaram que aconteceram vários graus de desonestidade no jogo e que isso aumentava progressivamente.



Além disso, os voluntários tiveram sua atividade cerebral monitorada por ressonância magnética funcional. Foi observado uma atividade maior da amídala, área do cérebro que processa as reações emocionais, na primeira vez que os participantes enganavam seus companheiros. Essa atividade foi se atenuado nas fases posteriores do jogo.



“Em conjunto, nossos resultados revelam um mecanismo biológico por trás da escalada de desonestidade”, apontam os autores do estudo.


FONTE: History
PUBLICADO POR: Celso Lammego (Canaã dos Carajás - PA)

COMENTÁRIOS

VEJA TAMBÉM

Patrocinadores

Programação   •    Locutores   •    Notícias   •    Mural de recados   •    Agenda de shows   •    Clipes   •    Contato

© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados